Compartilhar.

A nossa natureza contém diversas surpresas maravilhosas uma variedade muito grande de espécies interessantes que chegam a emocionar aqueles que são apaixonados pelo mundo animal.

Neste artigo especificamente, preparei uma surpresa muito interessante para todos vocês. Hoje vamos conversar a respeito de um pássaro muito interessante conhecido como trinca-ferro.

Características do pássaro trinca-ferro

Bico bastante enérgico e fortificado (o quê deu cunho ao nome “trinca-ferro”), com cauda diferenciada em tamanho. Não existem diferenças corporais entre machos e fêmeas. Um pouco menor do que outras espécies do mesmo gênero, apresenta dorso verde, cauda e lados da cabeça acinzentados.

A listra superciliar é a mais comprida das três espécies (ave adulta), com o “bigode” menos definido e a garganta toda branca.

Por baixo, domina o cinza nas laterais, tornando-se marrom alaranjado e branco no centro da barriga. As asas são esverdeadas. O juvenil não possui a listra tão extensa, sendo a mesma falhada ou inexistente, logo após sair do ninho.

Tudo sobre o trinca-ferro

Seu canto varia um pouco de região a região, embora mantenha o mesmo timbre. Para diferenciar o macho da fêmea é necessário perceber o canto do macho e o piado da fêmea.

Alimentação

 Alimentação para trinca-ferro é composta por uma grande variedade de sementes, por outro lado, nela pode conter também alguns outros alimentos, como por exemplo: alpiste, painço, girassol, aveia, cártamo e lentilha.

Até mesmo alguns pequenos animais podem entrar no cardápio. Isso o faz ser considerado como um pássaro onívoro, ou seja, ele come praticamente de tudo, um verdadeiro sobrevivente.

O correto é que o pássaro receba uma dieta onde possa ter todos os nutrientes que ele necessita, como proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais.

Tudo sobre o trinca-ferro

Muitos criadores de pássaros acreditam que a ração extrusada é a mais indicada de todas. De acordo com eles, ela facilita muito no manejo e possivelmente irá proporcionar ao pássaro melhores resultados ao longo de sua criação.

Resumindo, assim como nós seres humanos, o pássaro trinca-ferro também precisa de nutrientes naturais e que são recomendados para o seu sistema biológico.

Por outro lado, ele pode ser considerado como um sobrevivente, pois dar conta de consumir diversos tipos de alimentos. O problema, é que nem todos os alimentos que ele consome contêm os nutrientes que ele precisa.

Por isso, alguns acabam se destacando perante a outros alimentos. Se você está interessado em criar esse tipo de pássaro, priorize a alimentação, pois será ela que vai garantir que o pássaro tem uma vida saudável.

Reprodução

A reprodução do pássaro trinca-ferro feita em cativeiro segue um passo a passo, em todas elas é comum o criador ficar inseguro ansioso, pois o sofrimento faz parte de cada uma delas.

Para quem é um criador experiente, o processo de reprodução do trinca-ferro é considerado como fácil, por outro lado, para um iniciante é um processo extremamente árduo que costuma trazer muitas incertezas.

Agora falarei um pouco sobre o processo, estarei cobrindo com o máximo de informação possível, pois o processo é um tanto quanto complexo.

A primeira época de reprodução dos pássaros costuma ser no período chuvoso do ano, começando no mês de setembro indo até o mês de março. É importante lembrar que isso pode variar entre as regiões, devemos sempre respeitar o ciclo natural da vida, e nunca fazer com que os pássaros se reproduzam à força.

Tudo sobre o trinca-ferro

O manejo do trinca-ferro é especial, pois não se deve deixar o casal junto por um período muito longo, que seja fora da época de reprodução. Isso se deve ao fato porque o som do canto do macho estimula a fêmea e o som do canto da fêmea estimula o macho, se eles ficarem juntos durante o ano, nenhum dos dois irá se aprontar para época de reprodução.

Existem duas maneiras de trabalhar a reprodução do trinca-ferro, uma é a poligamia ou de um macho reproduz com várias fêmeas, respeitando o limite de até cinco fêmeas, sem a formação de casais.

Este processo é mais utilizado em gaiolas separadas. Outro método é a monogamia, onde há formação de casais, geralmente acontece em viveiros ou gaiolas criadeiras. As dimensões dessas gaiolas são apropriadas, 80 centímetros de comprimento, 40 cm de largura e 40 cm de altura.

Seguindo essas medidas, teremos as condições necessárias para reprodução acontecer naturalmente.

Se referindo a viveiros, podemos optar por deixar os casais juntos durante a reprodução enquanto acontece a gala choca, essa forma de reprodução pode se tornar uma vantagem, pois assim que os filhotes nascerem a fêmea já começa a aprontar novamente e pedir gala, e o macho fica responsável pela alimentação dos filhotes.

Processo de gala

Agora vamos comentar a respeito da criação de trinca-ferro em gaiola. Para reproduzir essa espécie é necessário que haja ou namoro ou cortejo do macho pela fêmea, somente assim conseguiremos realizar a gala e consequentemente o sucesso da reprodução, porém é importante lembrar que essa é a primeira de muitas fases subsequentes.

Para saber se a fêmea está entrando em forma de reprodução, basta prestar atenção em seu comportamento. A fêmea costuma ficar agitada e um tanto quanto agressiva, costuma arrancar pedaços de papel que ficam no fundo da gaiola, aumenta o seu consumo de água, além de abaixar insistentemente para o macho da espécie.

Para realizar a gala ou cópula é necessário que as gaiolas fiquem sempre próximas umas das outras, a gaiola da fêmea criadeira e do macho pode ser uma gaiola normal ou uma gaiola galador, desde que o passador esteja alinhado com a gaiola da fêmea.

O material tem que ser inserido na gaiola antes da tentativa de gala, pois o material em conjunto com o ninho vai estimular a fêmea ficar pronta, no começo a fêmea vai jogar o material para o chão e depois de algum tempo a fêmea vai levar esse material para o ninho e arrumado.

Estes são os primeiros indícios de que a gala está próxima. Quando isso acontecer, comece a mostrar o macho duas a três vezes ao dia e verá que a fêmea irá pedir gala, e quando isso acontecer, basta abrir os passadores laterais para rapidamente o macho se transportar para gaiola da fêmea com intuito de realizar a reprodução, e por fim, separados novamente.

Alguns machos que nunca tiveram a experiência de reprodução podem não reconhecer o sinal da fêmea, em casos como esse é necessário que o criador tenha paciência, pois será necessário deixar o macho do lado da fêmea durante alguns meses para que eles possam se conhecer, e na próxima temporada de reprodução tentar novamente.

O nascimento e tratamento dos filhotes

O nascimento dos filhotes acontece normalmente após 13 dias, esta não venha ser uma regra absoluta, no caso, é comum que vem a demorar um ou dois dias a mais para acontecer.

Após o nascimento, as fêmeas são as responsáveis por tratar dos filhotes, minha recomendação é que você deixa esse processo natural acontecer, uma intervenção só deve fazer parte caso realmente seja necessário.

Tudo sobre o trinca-ferro

Os filhos durante os primeiros dias costumam consumir os seguintes alimentos: banana prata, maçã, melão, pepino e abobrinha. Esses são alguns dos alimentos que representam 80% da nutrição dos filhotes nos primeiros dias.

O aninhamento costuma ser feito 4 a 6 dias após o nascimento, isso tudo vai depender do desenvolvimento do próprio filhote, cabe a você criador observar como anda a situação antes de tomar qualquer atitude.

Ganhe Brindes e Amostras Grátis

Processo de separação

Os filhotes são separados das suas mães 30 a 35 dias após o nascimento, assim que eles começarem a comer sozinhos. Durante esse período, esteja sempre vigiando para ver se os filhotes estão de se fato se alimentando.

Caso não estejam, é muito importante que você tome providências rápidas para que eles não morram de fome.

Distribuição Geográfica

Distribui-se na parte central do Brasil e nordeste, na Bahia ao sul do País, no Rio Grande do Sul e toda a região Sudeste, além de fronteiras vizinhas internacionais, como Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai.

Tudo sobre trinca-ferro

Hábitos

Vive em capoeiras, bordas de matas e clareiras. Está sempre associado às matas, ocupando o estrato médio e superior.

Tudo sobre o trinca-ferro

Canto do trinca-ferro

Ele possui uma siringe, que é o órgão responsável pelo canto, com uma estrutura mais complexa do que as de outras aves, possibilitando assim notas mais elaboradas no seu canto.

Praticamente cada região tem um canto do trinca-ferro característico, dependo do local em que você estiver o canto desse pássaro será interpretado de um jeito diferente.

Essas foram às dicas que eu tinha para você a respeito do pássaro trinca-ferro. Essa espécie é muito característica, vale a pena conhecer um pouco mais sobre ela.

Aproveite essas e muitas outras dicas que se encontram aqui no nosso Blog!

Mais um pássaro responsável por trazer beleza a na natureza do mundo.

O que achou do conteúdo?

100%
100%
Excelente
  • Conteúdo
    10
  • Pontuação do Usuário (2 Votos)
    6.5

O que achou da postagem? Deixe seu comentário.

Compartilhar.

Sobre o autor

O 1º Portal para criadores e apaixonados por pássaros.

Comentários estão fechados.